quinta-feira, 14 de novembro de 2013

HALLOWEEN

O projeto aconteceu na noite dessa quinta-feira (07); contou com a participação dos alunos do noturno (1º anos) e diurno(6º ao 9º e 1ºano 16 e 25), os quais puderam mostrar talentos artísticos que transcendem o espaço da sala de aula; promovendo a integração entre eles.Peças teatrais, poesia, dança e desfile fizeram parte da programação cultural e encantaram o público presente.Além das  apresentações, os  alunos se divertiram curtindo dança-estilo/halloween; e a  plateia  ficou admirada com expressividade demonstrada pelos alunos, especialmente aqueles mais tímidos, que normalmente, encontram dificuldades para expressar seus sentimentos(simpatia/espontaneidade) como no caso do desfile que o aluno tem que fazer sua performance  sabendo que será avaliado pelos jurados.
     De acordo com as organizadoras do evento, o Halloween 2013 atingiu o objetivo proposto e, por essa razão, veja a seguir  quanta  'MAGIA” há no HALLOWEEN....

História do Dia das Bruxas

     A história desta data comemorativa tem mais de 2500 anos. Surgiu entre o povo celta, que acreditavam que no dia (31 de outubro), véspera do dia de todos os santos os espíritos saiam dos cemitérios para tomar posse dos corpos dos vivos. Para assustar estes fantasmas, os celtas colocavam, nas casas, objetos assustadores como, por exemplo, caveiras, ossos decorados, abóboras enfeitadas entre outros.
      Por ser uma festa pagã foi condenada na Europa durante a Idade Média, quando passou a ser chamada de Dia das Bruxas. Aqueles que comemoravam esta data eram perseguidos e condenados à fogueira pela Inquisição.
Com o objetivo de diminuir as influências pagãs na Europa Medieval, a Igreja cristianizou a festa, criando o Dia de Finados (2 de novembro).


Símbolos e Tradições
     
Esta festa, por estar relacionada em sua origem à morte, resgata elementos e figuras assustadoras. São símbolos comuns desta festa: fantasmas, bruxas, zumbis, caveiras, monstros, gatos negros e até personagens como Drácula e Frankestein.
       As crianças também participam desta festa. Com a ajuda dos pais, usam fantasias assustadoras e partem de porta em porta na vizinhança, onde soltam a frase “doçura ou travessura” Quem não as atende pode ter uma desagradável surpresa, pois elas podem lhe pregar alguma peça.

     Felizes, terminam a noite do 31 de outubro, com  sacos cheios de guloseimas, balas, chocolates e doces.

     No Brasil a comemoração desta data é recente. Chegou ao nosso país através da grande influência da cultura americana, principalmente vinda pela televisão. Os cursos de língua inglesa também colaboram para a propagação da festa em território nacional, pois valorização e comemoram esta data com seus alunos: uma forma de vivenciar com os estudantes a cultura norte-americana.

        A comemoração da data também recebe fortes críticas dos setores religiosos, principalmente das religiões cristãs. O argumento é que a festa de origem pagã dissemina, principalmente entre crianças e jovens, ideias e imagens que não correspondem aos princípios e valores cristãos. De acordo ainda com estes religiosos, as imagens valorizadas no Halloween são negativas e contrárias à prática do bem.
        Outros brasileiros defendem que a data nada tem a ver com nossa cultura e, portanto, deveria ser deixada de lado. Argumentam que o Brasil tem um rico folclore que deveria ser mais valorizado. Para tanto, foi criado pelo governo, em 2005, o Dia do Saci (comemorado também em 31 de outubro).
     Mas, apesar das críticas a confraternização do “Dia das Bruxas” vem se tornando cada vez mais conhecida e praticada pela sociedade, sendo  importante para as crianças. Fantasiar-se pode fazer com que uma criança tímida tenha mais autoconfiança. Normalmente, as crianças se vestem como sua personagem de desenho favorita, como um bombeiro,um astronauta,etc. O prazer disso consiste simplesmente na alegria de atuar - as crianças anseiam pelo Halloween porque elas podem habitar uma personagem, sendo ela uma figura aterrorizante ou um super-herói idolatrado. Os adultos gostam de se vestir por razões semelhantes, e é por isso que a  festa  permite que as pessoas esqueçam suas  inibições e saiam de si mesmos por uma noite. Usando uma fantasia, as pessoas dizem e fazem coisas que provavelmente não fariam em sua rotina. É muito gratificante entrar num personagem por um tempo, mesmo (ou especialmente) para um adulto.
   O halloween é uma festa - as festas tem coisas boas tais como doces,diversão, companhia dos amigos, danças, fantasias; é também hora de espantar as tristezas, os fantasmas de seu dia a dia...
 E assim incentivar a diversidade cultural nas crianças, independente da nacionalidade. A cultura se torna popular quando é compartilhada e aceita pela comunidade.

                “ (...) E que a minha loucura seja perdoada
                   porque metade de  mim é amor
                   e a outra metade  também.” 
( Oswaldo Montenegro)

                                                 Luzia Marcilene ( Inglês)
Marisa Braga ( Língua Portuguesa)




















6 comentários:

  1. parabéns aos professores , alunos e funcionários envolvidos neste projeto. Foi um sucesso!!!!!!!!!!!!!!
    Adriana Alves

    ResponderExcluir
  2. Parabéns professoras Marisa e Luzia pelo inciativa. Apesar das inúmeras críticas o projeto foi um sucesso. Parabéns aos alunos envolvidos.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom parabens ficou muito lindo

    ResponderExcluir
  4. Apesar das dificuldades enfrentadas, voces deram um show!!
    Parabéns!

    Graça Lemos

    ResponderExcluir
  5. Vai me desculpar, mas isso não é a melhor forma de valorizar a cultura de nosso país.

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita.