sábado, 12 de janeiro de 2013

O que fazer com os filhos nas férias?


Ele pode continuar aprendendo longe da escola e, o que é mais importante, estreitar laços afetivos que ficam um pouco esquecidos na correria do período letivo.



É hora de reservar um tempinho na sua rotina e passar um tempo com seu filho!

    As férias se aproximam e os pais já começam a se desesperar: o que fazer com tanto tempo livre? Mesmo que você não esteja de férias também, é possível separar um tempo para brincar mais com seu filho. Esse momento, que parece tão simples, tem um valor incalculável para o crescimento saudável da criança e pode ser vivido com mais intensidade quando a agenda dos pequenos não está atribulada. "Os momentos de interação e integração com a família tornam a criança muito mais confiante", assegura a arte-educadora Fátima Balthazar, que é assessora pedagógica do Sistema Educacional Família Escola de Curitiba (PR).


Procure experiências de qualidade que podem ser compartilhadas em família, com direito a aprendizado e descobertas. "A família que gosta de cozinhar pode pesquisar junta de onde veio o macarrão e por que o queijo derrete", exemplifica a publicitária Roberta Landmann, de São Paulo, que desenvolve com psicólogos e educadores uma linha de kits de atividades para pais e filhos. Esse tipo de atividade é prazerosa para os pais, educativa para os filhos e divertida para ambos - desde que se reserve um tempo para isso.


"É muito importante que os pais não expressem mau-humor porque o filho está de férias", aconselha Fátima. Ela lembra os pais que proporcionar momentos de lazer é também proporcionar afeto. Pensando nisso, ela propõe um cardápio de férias - com uma atividade por dia da semana - para que pais se organizem e filhos não fiquem ansiosos devido à falta de rotina, ou à mercê da programação da TV. Veja a seguir.

Antes do Cardápio 

A programação de férias tem de ser montada com a ajuda do principal interessado: seu filho. Antes de pensar no que podem fazer, proponha uma reunião familiar para debater opções, e não deixe de levar em conta o desejo dele. Uma alternativa é colocar numa caixinha o que cada um quer fazer, e essa caixa nem precisa ser só para aquele ano. "Se o filho quer uma viagem, mas a família não tem condições de bancá-la ainda, o desejo pode ficar na caixinha até que possa ser realizado", sugere Fátima Balthazar, que é assessora pedagógica do Sistema Educacional Família Escola de Curitiba.

Dica 01: Jogo 

É certo que as crianças brincam com os coleguinhas, mas e com a família, têm brincado também? Deixe seu filho escolher um jogo de tabuleiro, uma brincadeira tradicional (como Stop), bingo ou baralho, para que toda a família - convidados também são bem-vindos - brinque junta. "A criança vê, assim, o quanto é gostoso estar de férias e curti-la com seus entes próximos, além de treinar habilidades como atenção e concentração", ressalta a arte-educadora. "Além disso, ela percebe que os pais gostam de sua companhia, o que faz bem à sua autoestima e à autoconfiança".

Dica 02: Cinema com pipoca 

"Que filme você gostaria de assistir?" - em vez de impor um de seu gosto, deixe que seu filho decida um filme para que vocês vejam juntos. Para acompanhar, faça pipoca e peça para ele dividi-la em porções iguais para todos os participantes - assim, ele treina quantidades e ainda valoriza mais a atividade, pois está participando ativamente dela. Para acompanhar, um suco de fruta bem saudável vai bem.

Dica 03: Gincana do quero-quero

Sua casa anda um pouco bagunçada? Está na hora de achar aquilo que foi perdido e ninguém nunca mais achou. Você diz: "Eu quero um/uma...", e lá vão as crianças atrás do objeto. Para incentivar o discernimento, peça itens coloridos (um lápis azul-claro, por exemplo) ou que não são tão óbvios para a criança (como pregadores de roupa). Essa é uma brincadeira divertida e que pode ser feita mesmo à noite, quando você chega do trabalho.

Dica 04: Piquenique Noturno 

Está na hora de cozinhar com a garotada. Ensine seu filho a fazer sanduíches, ou até asse um bolo com a sua ajuda (ele pode lamber a tigela!), para o piquenique que será organizado na sala, no lugar do jantar. "É hora de sair da rotina e mudar o ambiente. Receitas são um gênero textual e podem ser lidas por pais e filhos no preparo das guloseimas", lembra a arte-educadora Fátima Balthazar. Luz de velas e todo mundo de pijama são outros detalhes divertidos que podem ser acrescentados a essa noite.

Dica 05: Lá vem a história 

O quarto da criança é um lugar mágico, e ficará mais ainda nas férias. Espalhe almofadas no chão ou monte uma cabaninha para uma contação de histórias especial: desta vez, você conta uma historinha e, depois, seu filho é quem conta outra para você dormir. "A criança ficará feliz ao constatar que fez a mãe ou o pai dormirem e se sentirá valorizada", garante Fátima.

Dica 06: Tecnologia 

Sim, não tem como ela não estar presente. Se seu filho joga videogame, chegou a hora de você entrar no mundo dele: a missão é ele ensinar você a jogar. "Essa troca de papéis é bastante enriquecedora. Mas o pai tem de estar realmente disposto a aprender, e sem menosprezar o que está sendo ensinado", enfatiza a arte-educadora.

Dica 07: Compras 

A educação financeira está em alta, e as férias são o momento ideal para fazer valer o aprendizado. Dependendo do poder aquisitivo da família, dê uma determinada quantidade de dinheiro (desde que não seja exagerada - de 10 a 40 reais é o ideal) para o seu filho - ele poderá gastar com o que quiser, e até o lanche ficará por conta dele.

Colônia de Férias:

"Embora essa opinião seja polêmica do ponto de vista das escolas, eu não recomendo que as crianças passem as férias nas atividades recreativas de seu colégio. Acho importante que elas saiam um pouco dali para descansar", avalia Fátima Balthazar. Uma opção melhor, caso os pais realmente não possam ficar com os filhos, são as colônias de férias, pois têm monitores preparados para propor brincadeiras divertidas e educativas. Se não houver jeito, os pais podem escolher outra escola do bairro para que a criança fique fora do período de aulas - assim, ela muda de ambiente, pelo menos.

Quebra-Cabeça 

Que tal passar as férias todas montando um grande quebra-cabeça em família? Esse jogo que treina a atenção, a noção espacial e outras tantas habilidades é ótimo porque não precisa ser terminado em um dia: ele pode ficar sobre uma mesa e, cada vez que a família tiver um tempinho, pode montar junta. "O quebra-cabeça integra as pessoas para um objetivo comum", considera Fátima, lembrando que os laços afetivos entre pais e filhos são tão importantes quanto outros aprendizados.

Ateliê em Casa

Um dos sonhos de toda criança é poder pintar e bordar à vontade - e literalmente. Você pode montar um ateliê de férias num cantinho da casa: forre o chão com jornal e as paredes, com papel craft. Deixe tintas e guaches para seu filho (e você também) soltar a imaginação e criar à vontade. É uma experiência deliciosa!

Contato com a Natureza 

Além de toda a programação do cardápio de férias, é preciso lembrar o quanto é importante para os pequenos desfrutar do contato com árvores, rios, cachoeiras e praias. "Se as crianças vivem seus momentos de lazer no shopping durante o ano, é hora de proporcionar outras opções", ressalta Fátima Balthazar. Também é uma oportunidade de os pais expressarem seu respeito pelo meio-ambiente. "Embora na escola as crianças ouçam muito o quanto é importante respeitar a natureza, nem sempre elas sabem que os pais também pensam assim", lembra Roberta Landmann.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita.